10 Filmes sobre Sexo e Culpa

Por Philippe Leão

Facebook: www.facebook.com/cineplot
Instagram: @Cineplotoficial
Twitter: @Cineplotoficial

O sentimento de culpa provindo do sexo é oriundo de diversos fatores de ordem moral. Em A Bela da Tarde, por exemplo, a rica e jovem Séverine  se prostitui sem que haja qualquer motivo financeiro para tal, apenas sua vontade. Contudo, a culpa moral a assombra constantemente em sádicos sonhos em que é torturada por seu marido.

Por outro lado, em Depois de Lúcia temos um aspecto externo ao praticante. Depois de ser filmada tendo relações sexuais com um homem, a jovem é culpabilizada por ter praticado, sofrendo diversas consequências.

Em A Aventura, depois do sumiço da amiga em uma ilha, Claudia apaixona-se pelo namorado de sua amiga, entrando em um constante conflito, se culpabilizando por sua relação com o homem em meio à ausência da amiga.

Enfim, vamos aos filmes!

 

Filmes sobre Sexo e Culpa

 

AS DEUSAS

Diretor: Walter Hugo Khouri
País: Brasil
Ano: 1972

Ângela, hipersensível, insegura e problemática, é paciente de Ana, jovem psiquiatra sem muita experiência profissional. Na origem da depressão da primeira, estão diversos fatores, inclusive sua ligação com Paulo, misto de dominador e vítima. Admitindo ter conduzido de forma indevida o tratamento de Ângela, Ana quer passar o caso para um profissional mais experiente, e empresta sua casa de campo para que sua paciente se isole e repouse. Ângela, porém, tem necessidade da presença de Ana, e Paulo se vê na contingência de chamar a doutora, que não conhecia, diante da inquietação de sua mulher. A casa passa a ser então um pólo catalisador para essas três pessoas, que começam a misturar suas emoções, seus problemas, seus sentimentos e até suas personalidades.

 

DEPOIS DE LÚCIA

Direção: Michel Franco
País: México
Ano: 2012
Nome Original: Después de Lucía

Desde a morte de sua esposa, Roberto não consegue dedicar muito tempo à sua filha Alejandra, uma jovem de 15 anos. Para escapar da depressão que passa a dominar a rotina dos dois, pai e filha deixam a cidade de Vallarda em busca de uma nova vida na Cidade do México. Envergonhada e incapaz de explicar para o pai as razões, Alejandra omitirá as humilhações e abusos emocionais e físicos sofridos em seu novo colégio. Os dois vão se distanciando cada vez mais, à medida que a violência toma conta de suas vidas.

 

UMA GALINHA NO VENTO

Direção: Yasujiro Ozu
País: Japão
Ano: 1948
Nome Original:

Passando por dificuldades e com o filho doente, Tokiko se prostitui por uma noite para poder pagar as despesas enquanto Shuichi, seu marido, não retorna da guerra.

 

PALÁCIO DOS ANJOS

Diretor: Walter Hugo Khouri
País: Brasil
Ano: 1971

Três companheiras de trabalho, Bárbara, Ana Lúcia e Mariazinha, se associam para explorar a “mais antiga profissão do mundo”. Bárbara, a mais decidida e ambiciosa, sugere às amigas que copiem o fichário sigiloso para atrair clientes ricos e esbanjadores. O plano é posto em prática quando Ricardo, o chefe da firma, não conseguindo fazer de Bárbara sua amante, a despede. As três moças pensam, então, enriquecer tão rapidamente, que, um ano depois possam trocar a prostituição em seu “palácio dos anjos” por uma vida segura e tranquila, em algum lugar onde ninguém as conheça. A “armadilha” preparada para enredar os impetuosos milionários acaba por envolvê-los emocionalmente. Mariazinha sofre uma depressão psíquica e abandona a vida que leva, voltando para a companhia (e a pobreza) de sua mãe. Bárbara e Ana Lúcia não conseguem fugir à sedução de seu “palácio” (o requintado apartamento em que exercem sua “profissão”). Ana Lúcia só o abandona para instalar outro, de sua exclusiva propriedade. E Bárbara se refugia, sozinha, num mundo de sonhos e frustrações.

 

A AVENTURA

Direção: Michelangelo Antonioni
País: Itália
Ano: 1960
Nome Original: L’Avventura

Um grupo de ricos italianos sai numa viagem de iate para uma ilha vulcânica deserta no Mediterrâneo, onde um dos passageiros, Anna, se perde dos demais. O namorado dela, Sandro, e uma amiga, Claudia, saem, sem sucesso, à procura de Anna e, durante a busca, acabam se apaixonando.

 

O PADRE E A MOÇA

Direção: Joaquim Pedro de Andrade
Ano: 1965
País: Brasil

A chegada de um novo padre numa pequena cidade do interior de Minas Gerais causa verdadeira comoção na conservadora atmosfera local. A situação se agrava quando se descobre que o padre fica completamente atraído por um jovem moça. Uma história de amor proibido que logo se transforma em paixão desenfreda. Baseado no poema de Carlos Drummond de Andrade.

 

CENAS DE UM CASAMENTO

Direção: Ingmar Bergman
Ano: 1970
País: Suécia
Nome Original: Scener ur ett Äktenskap

O casamento de Marianne e Johan parece perfeito. Quando, por causa de outra mulher, Johan abandona Marianne, eles começam a viver um inferno conjugal, revelando os seus verdadeiros sentimentos.

 

A BELA DA TARDE

Direção: Luis Buñuel
País: França
Ano: 1967
Nome Original: Belle de Jour

A história de Séverine (Catherine Deneuve), jovem rica e infeliz que procura um discreto bordel para realizar suas fantasias sexuais e conseguir o prazer que seu marido não consegue lhe dar.

 

OLDBOY

Direção: Chan Wook Park
País: Coreia do Sul
Ano: 2003
Nome Original: Oldeuboi

Oh Dae-su é preso depois de uma bebedeira. Ao sair da cadeia ele resolve ligar para casa. É aniversário de três anos de sua filha. Na cena seguinte acorda em um quarto onde há apenas uma televisão. Sem saber por quem e nem por que, Oh Dae-su fica preso durante 15 anos. Ao sair daquele lugar, procura entender o que se passou em sua vida. Mesmo afastado de tudo ele foi acusado de matar sua mulher. Oh Dae-su quer vingança. Custe o que custar. Para isso terá que viver uma história perturbadora, de fortes emoções.

 

ONIBABA

Direção: Kaneto Shindo
País: Japão
Ano: 1964
Nome Original: Onibaba

Século 14, Japão. Esperando o filho que está na guerra, uma mulher e sua nora sobrevivem em uma aldeia através de tocaias que armam para alguns soldados, matando-os e vendendo seus pertences. Com a morte do filho, a mãe põe em prática um plano diabólico para manter a companhia de sua nora.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *