10 Filmes para Conhecer Orson Welles

Por Philippe Leão

Facebook: www.facebook.com/cineplot
Instagram: @Cineplotoficial
Twitter: @Cineplotoficial

Lembrado por ser o diretor do considerado melhor filme de todos os tempos, Orson Welles vai além de seu maior clássico. Além de diretor, é ator de grandes clássicos da história do cinema, além de ter sido o rosto de seus próprios filmes.

O diretor é conhecido por variar seus filmes entre grandes Noir e uma admiração profunda pelas tragédias Shakespeareanas, o qual considera o único dramaturgo possível.

Antes, confira nosso canal no YouTube:

 

Filmes para Conhecer Orson Welles

 

 

A MARCA DA MALDADE

Direção: Orson Welles
País: EUA
Ano: 1958
Nome Original: Touch of Evil

Ao investigar um assassinato, Ramon Miguel Vargas (Charlton Heston), um chefe de polícia mexicano em lua-de-mel em uma pequena cidade da fronteira dos Estados Unidos com o México, entra em choque com Hank Quinlan (Orson Welles), um corrupto detetive americano que utiliza qualquer meio para deter o poder.

 

CIDADÃO KANE

Direção: Orson Welles
País: EUA
Ano: 1941
Nome Original: Citizen Kane

A ascensão de um mito da imprensa americana, de garoto pobre no interior a magnata de um império dos meios de comunicação. Inspirado na vida do milionário William Randolph Hearst.

 

A DAMA DE SHANGHAI

Direção: Orson Welles
País: EUA
Ano: 1947
Nome Original: The Lady from Shanghai

Michael O’Hara (Orson Welles) é um marinheiro que vê a bela Elsa Bannister (Rita Hayworth) passeando de charrete no parque. Ele a ajuda quando ela é assaltada por três homens, levando-a até seu carro. No dia seguinte Michael recebe a visita de Arthur Bannister (Everet Sloane), marido de Elsa e um advogado criminalista consagrado, que deseja que ele trabalhe em seu iate durante uma viagem que o casal fará. Inicialmente relutante, Michael aceita o trabalho devido à atração que sente por Elsa. Na viagem também está George Grisby (Glenn Anders), sócio de Arthur, que oferece a Michael US$ 5 mil caso ele o mate.

 

MACBETH

Direção: Orson Welles
País: EUA
Ano: 1948
Nome Original: Macbeth

Baseado na obra de Willian Shakspeare,conta a história de um homem ambicioso que conspira para se tornar rei na Escócia medieval.

 

SOBERBA

Direção: Orson Welles
País: EUA
Ano: 1942
Nome Original: The Magnificent Ambersons

Indianápolis, final do século XIX. A família Amberson se revela relutante em acompanhar as transformações que a rodeiam. Uma mulher desperdiça sua vida ao deixar de se casar com sua grande paixão por dois motivos: o primeiro foi em razão de uma serenata na qual houve um pequeno acidente, que fez com que ela se sentisse ridícula e acabasse se casando com um homem que não amava. O segundo foi a interferência do único filho na vida da mãe. Quando este homem, agora viúvo assim como ela, tenta se reaproximar, o filho por pura estupidez bate a porta na sua cara.

 

FALSTAFF

Direção: Orson Welles
País: Espanha
Ano: 1962
Nome Original: Falstaff

O filme reúne fragmentos e personagens de diversas peças de Shakespeare, entre eles, o anti-herói Sir John Falstaff, fio condutor da história.

 

O PROCESSO

Direção: Orson Welles
País: França
Ano: 1962
Nome Original: Le procès

Joseph K. (Anthony Perkins) é um homem reservado, que vive na pensão da senhora Grubach (Madeleine Robinson) e se dá bem com todos os demais moradores do local. Um dia ele é acordado por um inspetor de polícia (Arnoldo Foà), que lhe informa que está preso mas não o leva sob custódia. Durante o processo Joseph segue com suas atividades normais, tendo apenas que ficar à disposição das autoridades a qualquer hora do dia. Incomodado por não saber do que está sendo acusado, ele decide investigar em busca de uma resposta.

 

VERDADES E MENTIRAS

Direção: Orson Welles
País: França; Alemanha
Ano: 1974
Nome Original: F for Fake

F for Fake é um documentário ensaístico, um filme sobre a fraude, a mentira, nos seus vários ângulos. Centra-se na vida do famoso falsificador de arte Elmyr de Hory.Welles surge em vários locais, inclusive num restaurante, até numa suposta sala de edição, criando um filme dentro do filme.

 

OTELO

Direção: Orson Welles
País: EUA
Ano: 1952
Nome Original: The Tragedy of Othello: The Moor of Venice

Desdemona, filha de um aristocrata veneziano, é comprometida com Iago e foge com um heróico militar mouro Othello.Ressentido, Iago planeja separar o casal.

 

O ESTRANHO

Direção: Orson Welles
País: EUA
Ano: 1946
Nome Original: The Stranger

Orson Welles escreve, dirige e estrela este intenso, complexo e assustador clássico dos filmes noir. Charles Rankin (Welles) aparenta viver a vida perfeita. Ele tem uma bela e nova esposa (Loretta Young), um respeitável cargo em uma faculdade proeminente, e uma charmosa casa na idílica cidade de Conneticut. Sua esposa começa a revelar-se, no entanto, com a chegada do Detetive Wilson (Edward G. Robinson), da Comissão de Crimes de Guerra, à procura do elusivo e infame criminoso nazista Franz Kindler. Acompanhando Wilson está o único homem que pode identificar Kindler pessoalmente: seu ex-camarada Meinike. A busca por Kindler parece ser impossível com o repentino assassinato de Meinike, mas o insistente detetive Wilson continua com a busca, que o filme levará a um clímax chocante que está entre os mais memoráveis da história do cinema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *