15 Filmes com Richard Wagner em sua Trilha Sonora

Por Philippe Leão

Twitter: @Cineplotoficial
Instagram: @Cineplotoficial
Facebook: www.facebook.com/cineplot

Richard Wagner foi um compositor, maestro e diretor de teatro dos mais brilhantes de todos os tempos. Subversivo, o músico quebrava paradigmas e revolucionou a música, além de deixar grandes espetáculos. Entre suas grandes obras estão: “Parsival”, “Rienzi”, “Dämmerung”  e as duas mais famosas “Tristão e Isolda” e “The Ride of the Valkyries”.

Wagner é conhecido, também, pela aberta admiração de Nietzsche em sua obra. O filósofo afirmava ser o músico o grande artista de todos os tempos, sendo a música a maior das artes.

Até mesmo Hitler admirava a obra do músico, sendo muitas vezes associado ao movimento nazista. Além da admiração artística (pela qual Hitler sempre demonstrou apresso às diversas formas de arte), há relatos envolvendo o anti-semitismo de Wagner, assim como grande parte da Europa.

Quer conhecer um pouco mais sobre Wagner, confira a análise de Os Nibelungos:

No Cinema grandes filmes usufruíram de sua magnífica obra. Em especial, Apocalypse Now ficou marcado pela Marcha das Valkyrias. Escute a música e vamos a lista!

 

 

Filmes com Richard Wagner em sua Trilha Sonora

 

Esse Obscuro Objeto do Desejo

Direção: Luis Buñuel
País: França
Ano: 1977
Nome Original: Cet obscur objet du désir
Composição: The Ride of the Valkyries

Logo após Mathieu (Fernando Rey) entrar em um trem, ele joga um balde de água numa bela jovem que estava na plataforma, causando uma grande surpresa para os passageiros que ocupavam a mesma cabine de Mathieu. Ele resolve explicar para os outros passageiros a razão do seu ato e lhes conta que ficou bem obcecado por Conchita (Carole Bouquet), uma bela arrumadeira que parecia nunca ter trabalhado antes com as mãos. Começou então um jogo de gato e rato no qual Mathieu, um homem rico e sofisticado que está entrando na 3ª idade, tenta obsessivamente ganhar os afetos de uma jovem de 18 anos. Assim ela manipula o desejo carnal dele e cada um tenta ganhar absoluto controle sobre o outro.

 

Amores Imaginários

Direção: Xavier Dolan
País: Canadá
Ano: 2010
Nome Original: Les Amours Imaginaires
Composição: Parsifal

Francis e Marie são amigos inseparáveis. No entanto, suas vidas mudam quando conhecem Nicolas, charmoso rapaz do interior que acaba de se mudar para Montreal. Um encontro se sucede ao outro – seriam eles imaginários? – e os três logo se tornam um grupo inseparável. Mas Francis e Marie, ambos apaixonados por Nicolas, desenvolvem fantasias obsessivas em torno de seu objeto de desejo comum. À medida que atravessam as típicas fases da paixão, embarcam numa verdadeira disputa pela atenção do rapaz, comprometendo sua
antiga amizade.

 

O Testamento do Dr. Mabuse

Direção: Fritz Lang
País: Alemanha
Ano: 1933
Nome Original: Das Testament des Dr. Mabuse
Composição: The Ride of the Valkyries

Uma misteriosa onda de crimes varre Berlim, enlouquecendo o inspetor de polícia responsável pelas investigações – principalmente quando todas as pistas levam ao Dr. Mabuse, um gênio do crime que está internado há muitos anos num hospital para doentes mentais e em estado catatônico.

 

Apocalypse Now

Direção: Francis Ford Coppola
País: EUA
Ano: 1979
Nome Original: Apocalypse Now
Composição: The Ride of the Valkyries

Capitão (Martin Sheen) tem a missão de encontrar e matar coronel (Marlon Brando), que aparentemente enlouqueceu e se refugiou nas selvas do Camboja, onde comanda um exército de fanáticos.

 

A Arquitetura da Destruição

Direção: Peter Cohen
País: Suécia
Ano: 1989
Nome Original: Undergångens arkitektur
Composição: Rienzi

Arquitetura da Destruição está consagrado internacionalmente como um dos melhores estudos já feitos sobre o nazismo no cinema.
O filme de Peter Cohen lembra que chamar a Hitler de artista medíocre não elimina os estragos provocados pela sua estratégia de conquista universal. O veio artístico do arquiteto da destruição tinha grandes pretensões e queria dar uma dimensão absoluta à sua megalomania.
Hitler queria ser o senhor do universo, sem descuidar de nenhum detalhe da coreografia que levava as massas à histeria coletiva a cada demonstração.
O nazismo tinha como um dos seus princípios fundamentais a missão de embelezar o mundo. Nem que, para tanto, destruísse todo o mundo.

 

Vá e Veja

Direção: Elem Klimov
País: Rússia
Ano: 1985
Nome Original: Idi i Smotri
Composição: The Ride of the Valkyries

Impressionante e rigoroso filme russo. Um dos mais importantes dos últimos tempos. Vá e Veja é uma experiência de dor e perda. Considerado selvagem e lírico, o filme narra a trajetória de Florya, um jovem separado de seus comandantes durante a Segunda Guerra Mundial.

 

Triunfo da Vontade

Direção: Leni Riefenstahl
País: Alemanha
Ano: 1935
Nome Original: Triumph des Willens
Composição: Dämmerung

O congresso Nacional-Socialista alemão de 1934 é documentado de maneira impressionante pela cineasta Leni Riefenstahl. No início, um bimotor desce dos céus, Adolf Hitler sai sorridente e é ovacionado pela multidão. Tudo é gigantesco: são paradas, desfiles monumentais e discursos para um público em total catarse. Um espetáculo cinematográfico hipnótico e terrificante que retrata, com imagens fortes, toda a pompa (e a barbárie) do regime nazista.

 

Homem Mau Dorme Bem

Direção: Akira Kurosawa
País: Japão
Ano: 1960
Nome Original: Warui yatsu hodo yoku nemuru
Composição: Bridal Chorus

Uma história que remete ao “Hamlet” de Shakespeare.
No Japão do pós-guerra, um jovem tenta se utilizar de sua posição no coração de uma empresa corrupta para expor os homens responsáveis pela morte de seu pai. No dia de seu casamento, vários rumores e comentários circulam entre os presentes, que cinco anos antes, o pai de Nishi morreu após cair de uma janela do andar do edifício da empresa. Muitos duvidam de um suicídio. Nishi tentará investigar sobre um possível assassinato de seu pai.

 

Juventude Transviada

Direção: Nicholas Ray
País: EUA
Ano: 1955
Nome Original: Rebel Without a Cause
Composição: The Ride of the Valkyries

Jim Stark (James Dean) é um jovem problemático, e por sua causa, os pais se mudam de uma cidade para outra, até se fixarem em Los Angeles. Certo dia ele é preso por embriaguez e desordem, e no distrito policial, conhece Judy (Natalie Wood), uma jovem revoltada com o pai e um rapaz que atirou em alguns cães. Após ser libertado, tenta se aproximar de Judy, mas cria um desentendimento com o namorado de Judy, que é o líder de uma gangue do colégio. Esta rivalidade vai gerar algumas situações com trágicas consequências.

 

Um Cão Andaluz

Direção: Luis Buñuel
País: França
Ano: 1929
Nome Original: Un Chien Andalou
Composição: Tristan und Isolde: Liebestod”, “Prelude Tristan und Isolde”

Sonho? Realidade? Subconsciente? Uma aventura surrealista de Luis Buñuel e Salvador Dalí.

 

O Solar das Almas Perdidas

Direção: Lewis Allen
País: EUA
Ano: 1944
Nome Original: The Uninvited
Composição: Liebestod

Roderick (Ray Milland) e Pamela Fitzgerald (Ruth Hussey) são irmãos em férias, que descobrem uma mansão abandonada na costa inglesa. Eles ficam maravilhados pela casa e a compram por doze mil libras, uma pechincha, pois o dono, o comandante Bench (Donald Crisp), não tinha condições de manter esta propriedade. Além disto o comandante ficaria mais tranqüilo deixando o dinheiro da venda para sua neta, Stella Meredith (Gail Russell), que era criada por ele por ser órfã. O encanto inicial que os Fitzgerald tiveram pela casa diminui quando ouvem histórias fantasmagóricas sobre a mansão. Além disto, durante a noite, Roderick e Pam ouvem estranhos sons, que parecem um choro. Fica claro que a casa é assombrada e as razões para isto e como elas se relacionam com Stella, por quem Roderick está apaixonado, demonstram ser um complexo mistério. Assim os irmãos querem obter todas as informações possíveis, para descobrirem que segredos a casa esconde.

 

Cidadão Kane

Direção: Orson Welles
País: EUA
Ano: 1941
Nome Original: Citzen Kane
Composição: Pilgrim’s Chorus

A ascensão de um mito da imprensa americana, de garoto pobre no interior a magnata de um império dos meios de comunicação. Inspirado na vida do milionário William Randolph Hearst.

 

Melancolia

Direção: Lars Von Trier
País: Dinamarca
Ano: 2011
Nome Original: Melancholia
Composição: Tristan und Isolde

O tempo só serviu para afastar as irmãs Justine (Kirsten Dunst) e Claire (Charlotte Gainsbourg). Nem o casamento entre Justine e Michael (Alexander Skarsgård) serve como desculpa para aproximá-las e, depois da cerimônia, Justine começa a ficar triste e melancólica. Quando o anúncio sobre a colisão da Terra com outro planeta chega ao conhecimento, as reações são bem diferentes. Justine está conformada, enquanto o desespero do iminente fim apavora Claire.

 

My Winnipeg

Direção: Guy Maddin
País: Canada
Ano: 2007
Nome Original: My Winnipeg
Composição: Act III: Prelude

A natureza da memória como local de nascimento e o entendimento das mitologias pessoais. Tanto uma reflexão mística como uma história pessoal, crônica de uma cidade e fantasia proletária pós-freudiana desordenada, Meu Winnipeg mistura mito local com trauma de infância. Tudo narrado pela energia inspirada e normalmente divertida de Maddin. “Encante-me com seu jeito pessoal” foi o pedido do produtor executivo Michael Burns, e a deixa para Maddin explorar o encanto de sua cidade natal. Misturando animação, arquivos de registros e reconstituições, o diretor criou uma extraordinária homenagem visual com a marca do seu estilo original.

 

Excalibur

Direção: John Boorman
País: Reino Unido
Ano: 1981
Nome Original: Excalibur
Composição: Prelude to Parsifal, Prelude to Tristão e Isolda, Music Funeral de Siegfried de Die Götterdämmerung

O mago Merlin (Nicol Williamson) dá ao rei Uther Pendragon (Gabriel Byrne) a mística Excalibur, a espada do poder. Durante uma emboscada Uther é ferido mortalmente e, pouco antes de morrer, enterra a espada em uma pedra. Fica então decidido que o cavaleiro que puder retirá-la da pedra será o novo rei, mas ninguém consegue. Anos depois o país estava divido em guerra entre os senhores feudais e Arthur (Nigel Terry), um jovem escudeiro, retira facilmente a espada da pedra. Alguns nobres juram fidelidade ao novo rei e Merlin relata que Arthur é um filho bastardo de Uther, mas alguns nobres não aceitam sua autoridade. No entanto o tempo faz todos se curvarem ao sábio rei, mas o tempo vai mostrar que o fator de desagregação do reino está na atração que Lancelot (Nicholas Clay), o campeão do rei, sente por Guinevere (Cherie Lunghi), a rainha. E, somando-se a isto, Morgana (Helen Mirren), a meia-irmã de Arthur, decide que Mordred (Robert Addie), o filho que ela teve com Arthur, deve ocupar o trono.

_

CONFIRA NOSSO CANAL NO YOUTUBE

Um comentário em “15 Filmes com Richard Wagner em sua Trilha Sonora

  • 9 de setembro de 2017 em 14:44
    Permalink

    Gostei muito do conteúdo e fico aguardando os próximos.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *