12 Filmes Inspirados em Jean Paul Sartre e a Condenação à Liberdade

Por Philippe Leão

Twitter: @Cineplotoficial
Instagram: @Cineplotoficial
Facebook: www.facebook.com/cineplot

É importante, mesmo que já esteja implícito, que se diga: Os realizadores dos filmes não necessariamente leram o autor em questão, mas neles é possível perceber seus pensamentos.

 

Existencialista e militante de movimentos de esquerda, Sartre é um dos filósofos mais conhecidos do século XX. Em seu livro entitulado “O Ser e o Nada” expõe sua ideia fundamental. Com nome bastante sugestivo, em seu livro Sartre estabelece a existência humana perante o nada. Assim, sua máxima é lançada: “A Existência precede a essência”.

Contrariando as ideias de Aristóteles, Sartre proporá que o ser é o que é, não existindo qualquer fundamentação primeira. Portanto, não há qualquer razão metafísica para a existência. O homem nasce, existe e, em sua existência constrói sua essência. Com isso Sartre vai romper com dois valores metafísicos: A ideia de Deus e de Natureza Humana. Se não existe uma razão primeira para a existência, Deus é uma impossibilidade. Tanto o homem como Deus são contingentes e, como um ser idealizado, Deus não pode existir. Ao mesmo passo a ideia de natureza humana não é uma possibilidade a medida que não há uma essência predeterminada, cada existência constrói sua essência de maneira individual.

Se a “existência precede a essência”, portanto, escolhemos como existimos para que daí surja nossa essência. Nesse momento emerge um conceito fundamental na filosofia de Sartre: A Liberdade. O filósofo francês ira propor que o homem está condenado a liberdade.

Para Sartre o homem é um ser livre, não há nada que lhe impeça de fazer o que deseja. Estamos diante do nada e forças metafísicas e morais (externas) só afetam nossa liberdade porque assim escolhemos e, assim, ainda somos livres.

A condenação consiste, porém, nas responsabilidades individuais das escolhas que tomamos. Se somos livres, somos responsáveis por nossa liberdade, o que angustia o homem.

Do hábito metafísico da culpabilidade no próximo pelos fracassos individuais Sartre lançará outra de suas frases famosas? “O inferno são os outros”. Contudo, sendo o homem livre, sua condição de existência depende exclusivamente de si.

Mas antes, da uma conferida no nosso Canal no YouTube:

 

Filmes Inspirados em Jean Paul Sartre e a Condenação à Liberdade

Sem Destino

Direção: Dennis Hopper
País: EUA
Ano: 1969
Nome Original: Easy Rider

Wyatt (Peter Fonda) e Billy (Dennis Hopper) são motoqueiros que viajam pelo sul dos Estados Unidos. Após levarem drogas do México até Los Angeles, eles as negociam com um homem em um Rolls-Royce. Com o dinheiro a dupla parte rumo ao leste, na esperança de chegar a Nova Orleans a tempo para o Mardi Grass, um dos Carnavais mais famosos em todo o planeta.

A Mãe e a Puta

Direção: Jean Eustache
País: França
Ano: 1973
Nome Original: La Maman et la Putain

Um parisiense aparenta manter um relacionamento aberto ideal com sua namorada, mas acaba se apaixonando por uma enfermeira, que se orgulha de sua vida casual. Um triângulo amoroso se estabelece na tentativa de formar um ménage-a-trois.

Deus e o Diabo na Terra do Sol

Direção: Glauber Rocha
País: Brasil
Ano: 1964
Nome Original: Deus e o Diabo na Terra do Sol

Manuel (Geraldo Del Rey) é um vaqueiro que se revolta contra a exploração imposta pelo coronel Moraes (Mílton Roda) e acaba matando-o numa briga. Ele passa a ser perseguido por jagunços, o que faz com que fuja com sua esposa Rosa (Yoná Magalhães). O casal se junta aos seguidores do beato Sebastião (Lídio Silva), que promete o fim do sofrimento através do retorno a um catolicismo místico e ritual. Porém ao presenciar a morte de uma criança Rosa mata o beato. Simultaneamente Antônio das Mortes (Maurício do Valle), um matador de aluguel a serviço da Igreja Católica e dos latifundiários da região, extermina os seguidores do beato.

O Condenado de Altona

Direção: Vittorio de Sica
País: Itália
Ano: 1962
Nome Original: I Sequestrati di Altona

o industrial von gerlach descobre que esta muito perto da morte e nomeia seu filho Werner como seu sucessor.

Manderlay

Direção: Lars Von Trier
País: Dinamarca
Ano: 2005
Nome Original: Manderlay

Após deixarem para trás a cidade de Dogville, Grace (Bryce Dallas Howard) e o pai (Willem Dafoe) acabam por acaso nos portões da fazenda de Manderlay, no sul dos Estados Unidos. Lá Grace descobre uma estrutura escravagista em pleno funcionamento, apesar de estarmos em 1933, quando já fora abolida a escravatura. Ela se envolve então nas relações entre os empregados negros e seus patrões, apenas para descobrir que os laços que regem estas relações são bem mais complexos do que ela pensava.

O Joelho de Claire

Direção: Eric Rohmer
País: França
Ano: 1970
Nome Original: Le Genou de Claire

Jerome (Jean-Claude Brialy) é um diplomata que passa suas últimas férias de solteiro às margens do lago Annecy. Lá ele reencontra Aurora (Aurora Cornu), uma escritora italiana que é sua amiga e que alugou um quarto na casa de uma senhora e suas duas filhas, Laura (Béatrice Romand) e Claire (Laurence de Monaghan). Logo Aurora o avisa que Laura está interessada nele, incentivando-o a ter um último namoro antes do casamento. Entretanto Jerome está interessado em Claire, tendo um desejo obsessivo em acariciar seu joelho. Quinto filme da série Seis Contos Morais.

Trinta Anos Esta Noite

Direção: Louis Malle
País: França
Ano: 1963
Nome Original: Le feu follet

O filme narra dois dias na vida de Alain Leroy, um homem angustiado e perdido, que deixava um hospital, onde fazia um tratamento contra o alcoolismo. Sua amante Lydia tenta ajudá-lo quando ele volta a Paris. Alain percorre bares e procura velhos amigos, em uma busca de si mesmo na reconstituição do passado.

A Insustentável Leveza do Ser

Direção: Philip Kaufman
País: EUA
Ano: 1988
Nome Original: The Unbearable Lightness of Being

Nos anos 60 em Praga, Tchecoslováquia, Tomas (Daniel Day-Lewis), um médico totalmente apolítico, tem como hobby ter diversas parceiras sexuais, mas evitando sempre um maior envolvimento. Mas duas mulheres: Sabina (Lena Olin), uma artista plástica, e Tereza (Juliette Binoche), uma garçonete que sonha em ser fotógrafa, vão estar muito presentes na vida dele. Mas ao serem atingidos pelos acontecimentos de 1968, conhecido como “A Primavera de Praga”, quando tanques soviéticos invadiram a capital tcheca para pôr fim a uma série de protestos, a vida deste triângulo amoroso é afetada, pois seus sonhos foram destruídos e suas vidas mudariam para sempre.

Os Sonhadores

Direção: Bernardo Bertollucci
País: Itália
Ano: 2003
Nome Original: The Dreamers

Matthew (Michael Pitt) é um jovem que, em 1968, vai estudar em Paris. Lá ele conhece os irmãos gêmeos Isabelle (Eva Green) e Theo (Louis Garrel). Os três logo se tornam amigos, dividindo experiências e relacionamentos enquanto Paris vive a efervescência da revolução estudantil.

Eros+Massacre

Direção: Kiju Yoshida
País: Japão
Ano: 1969
Nome Original: Erosu purasu Gyakusatsu

Cinebiografia do anarquista Sakae Osugi (1885-1923), assassinado pela polícia, a partir de seus realacionamentos amorosos. Paralelamente, duas estudantes pesquisam sobre as teorias políticas e as ideias de amor livre que ele defendia.

Confira a análise em vídeo!

As Pequenas Margaridas

Direção: Vera Chytilová
País: Tchecoslováquia
Ano: 1966
Nome Original: Sedmikrasky

Utilizando-se de avançados efeitos especiais para a época, Vera Chytilová dirigiu esta obra surrealista que conta a história de duas garotas chamadas Marie, que decidem se adequar ao mundo como ele está: sendo depravadas. Portanto, ambas partem para uma série de encontros forjados e travessuras, desconstruindo o mundo ao seu redor.

Jules e Jim

Direção: François Truffaut
País: França
Ano: 1962
Nome Original: Jules et Jim

Na virada para o século XX, Jules e Jim são dois amigos que se apaixonam pela mesma mulher, Catherine, que acaba casando com Jules. Depois da Primeira Guerra Mundial, quando eles se reencontram na Alemanha, Catherine começa a amar Jim.

______________

SEJA UM APOIADOR DO CINEPLOT!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *