12 Filmes sobre a Filosofia do Absurdo de Albert Camus

Por Philippe Leão

Twitter: @Cineplotoficial
Instagram: @Cineplotoficial
Facebook: www.facebook.com/cineplot

É importante, mesmo que já esteja implícito, que se diga: Os realizadores dos filmes não necessariamente leram o autor em questão, mas neles é possível perceber seus pensamentos.

Filmes sobre a Filosofia do Absurdo de Albert Camus 

 

Ilha Nua

Direção: Kaneto Shindo
País: Japão
Ano: 1960
Nome Original: Hadaka no Shima

Numa ilha a oeste do Japão, uma família vive tranquilamente e sozinha, apesar da dificuldade do dia-a-dia, até que acontece um infortúnio que faz com que tudo mude de forma drástica para aquele casal e seus dois filhos.

 

Quando a Mulher Sobe a Escada

Direção: Mikio Naruse
País: Japão
Ano: 1960
Nome Original: Onna ga Kaidan wo agaru toki

Uma atraente viuva é forçada a ganhar a vida como hostess de um bar. Ela sabe que, se perder o emprego, a única profissão aberta a ela á a mais velha do mundo. Mas quando o pior acontece, ela aprende a viver consigo mesma, mesmo à custa de seus valores.

 

O Cavalo de Turim

Direção: Bela Tarr; Agnès Hranizky
País: Hungria
Ano: 2012
Nome Original: A Torinói ló

Turim, 3 de Janeiro de 1889. O filósofo Friedrich Nietzsche sai de casa. Ali perto um camponês luta com a teimosia do seu cavalo, que se recusa a obedecer. O homem perde a paciência e começa a chicotear o animal. Nietzsche aproxima-se e tenta impedir a brutalidade dos golpes com o seu próprio corpo. Naquele momento perde os sentidos e é levado para casa onde permanece em silêncio por dois dias. A partir daquele trágico evento Nietzsche nunca mais recuperará a razão, ficando aos cuidados da sua mãe e irmãs até ao dia da sua morte, a 25 de Agosto de 1900. Partindo deste evento, o filme tenta recriar o percurso do camponês, da sua filha, do velho cavalo doente e a sua existência miserável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *