12 Filmes sobre a Filosofia de Zygmunt Bauman e a Modernidade Líquida

Por Philippe Leão

Twitter: @Cineplotoficial
Instagram: @Cineplotoficial
Facebook: www.facebook.com/cineplot

É importante, mesmo que já esteja implícito, que se diga: Os realizadores dos filmes não necessariamente leram o autor em questão, mas neles é possível perceber seus pensamentos.

 

Filmes sobre a Filosofia de Zygmunt Bauman e a Modernidade Líquida

Toni Erdmann

Direção: Maren Ade
País: Alemanha
Ano: 2016
Nome Original: Toni Erdmann

Winfried (Peter Simonischek) é um senhor que gosta de levar a vida com bom humor, fazendo brincadeiras que proporcionem o riso nas pessoas. Seu jeito extrovertido fez com que se afastasse de sua filha, Ines (Sandra Hüller), sempre sisuda e extremamente dedicada ao trabalho. Percebendo o afastameto, Winfried decide visitar a filha na cidade em que ela mora, Bucareste. A iniciativa não dá certo, resultando em vários enfrentamentos entre pai e filha, o que faz com que ele volte para casa. Tempos depois, Winfried ressurge na vida de Ines sob o alter-ego de Toni Erdmann, especialista em contar mentiras bem-intencionadas a todos que ela conhece.

Quero ser John Malkovich

Direção: Spike Jonze
País: EUA
Ano: 1999
Nome Original: Being John Malkovich

Um homem (John Cusack) consegue um novo emprego no 7º e meio andar de um edifício comercial, onde todos os funcionários devem andar curvados. Lá encontra uma porta, escondida, que leva quem ultrapassá-la até a mente do ator John Malkovich, onde pode permanecer durante 15 minutos, até ser cuspido numa estrada na saída de Nova Jersey. Impressionado com a descoberta, resolve alugar a passagem para outras pessoas, dentre elas o próprio John Malkovich.

 

Demônio de Neon

Direção: Nicolas Winding Refn
País: EUA
Ano: 2016
Nome Original: The Neon Demon

Jesse (Elle Fannng) é uma jovem de 18 anos que acaba de chegar a Los Angeles. Dona de uma beleza natural impressionante, ela tenta a sorte como modelo profissional. Após tirar algumas fotos mórbidas para um jovem fotógrafo, é contratada por uma conceituada agência de modelos. Bastante ingênua, ela passa a lidar com o ego sempre inflado das demais modelos e também com a maquiadora Ruby (Jena Malone), que possui intenções ocultas com a jovem.

Depois de Lúcia

Direção: Michel Franco
País: México
Ano: 2012
Nome Original: Despues de Lucía

Desde a morte de sua esposa, Roberto não consegue dedicar muito tempo à sua filha Alejandra, uma jovem de 15 anos. Para escapar da depressão que passa a dominar a rotina dos dois, pai e filha deixam a cidade de Vallarda em busca de uma nova vida na Cidade do México. Envergonhada e incapaz de explicar para o pai as razões, Alejandra omitirá as humilhações e abusos emocionais e físicos sofridos em seu novo colégio. Os dois vão se distanciando cada vez mais, à medida que a violência toma conta de suas vidas.

Muito Além do Jardim

Direção: Hal Ashby
País: EUA
Ano: 1979
Nome Original: Being There

Chance (Peter Sellers), um homem ingênuo, passa toda a sua vida cuidando de um jardim e vendo televisão, seu único contato com o mundo. Ele nunca entrou em um carro, não sabe ler ou escrever, não tem carteira de identidade, resumindo: não existe oficialmente. Quando seu patrão morre, é obrigado a deixar a casa em que sempre viveu e, acidentalmente, é atropelado pelo automóvel de Benjamin Rand (Melvyn Douglas), um grande magnata que se torna seu amigo e chega a apresentá-lo ao Presidente (Jack Warden). Curiosamente, tudo dito por Chance ou até mesmo o seu silêncio é considerado genial.

Beleza Americana

Direção: Sam Mendes
País: EUA
Ano: 1999
Nome Original: American Beauty

Lester e Carolyn Burnham são supostamente um casal comum, cujo casamento desagregado provoca uma tempestuosa mudança em sua aparentemente perfeita vizinhança.

Continue na próxima página!

6 comentários em “12 Filmes sobre a Filosofia de Zygmunt Bauman e a Modernidade Líquida

    • 14 de abril de 2017 em 19:34
      Permalink

      Sim, excelente a robotização desse filme aplicada ao saber das vidas que são ceifadas a cada dia na correria insana do cotidiano dos grandes centros e metrópoles!

      Resposta
  • 12 de abril de 2017 em 19:52
    Permalink

    Gostei muito!!!

    Resposta
  • 25 de abril de 2017 em 20:48
    Permalink

    Maravilha!
    Só faltou na lista o filme O Cheiro do Ralo.

    Resposta
  • 7 de junho de 2017 em 08:19
    Permalink

    Alguns destes filmes já vi, são ótimos! Verei os outros e tenho certeza que me surpreenderei.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *