12 Filmes sobre Triângulos Amorosos

Por Philippe Leão

Twitter: @Cineplotoficial
Instagram: @Cineplotoficial
Facebook: www.facebook.com/cineplot

Triângulos amorosos no Cinema, tema recorrente nos argumentos de grandes filmes. Para além do Tabu, o Cineplot prepara uma lista de filmes memoráveis que você precisa assistir da temática. De Truffaut à Khouri, deixe a moral de lado e confira!

 

12 Filmes sobre Triângulos Amorosos

 

Jules e Jim

jules e jim

Direção: François Truffaut
Ano: 1962
País: França
Nome original: Jules et Jim

Na virada para o século XX, Jules e Jim são dois amigos que se apaixonam pela mesma mulher, Catherine, que acaba casando com Jules. Depois da Primeira Guerra Mundial, quando eles se reencontram na Alemanha, Catherine começa a amar Jim.

 

Uma Mulher é uma Mulher

Uma mulher é uma mulher

Direção: Jean Luc Godard
Ano: 1961
País: França
Nome original: Une Femme est Une Femme

Angela, uma stripper, deseja ter um bebê e tenta convencer seu namorado, Emile, a ir adiante com a idéia, mas ele não concorda. Assim, ela acaba procurando o amigo de Emile, Alfred, para realizar seu desejo.

 

Amores Imaginários

Amores Imaginários

Direção: Xavier Dolan
Ano: 2010
País: Canadá
Nome original: Les Amours Imaginaires

Francis e Marie são amigos inseparáveis. No entanto, suas vidas mudam quando conhecem Nicolas, charmoso rapaz do interior que acaba de se mudar para Montreal. Um encontro se sucede ao outro – seriam eles imaginários? – e os três logo se tornam um grupo inseparável. Mas Francis e Marie, ambos apaixonados por Nicolas, desenvolvem fantasias obsessivas em torno de seu objeto de desejo comum. À medida que atravessam as típicas fases da paixão, embarcam numa verdadeira disputa pela atenção do rapaz, comprometendo sua
antiga amizade.

 

O Piano

O Piano

Direção: Jane Campion
Ano: 1993
País: Austrália
Nome original: The Piano

Em meados do século XIX, Ada é uma mulher muda que tem uma filha – Flora. Para um casamento arranjado ela deixa sua terra natal, a Escócia, acompanhada de sua filha e seu amado piano. A vida nas florestas densas de uma ilha ao sul da Nova Zelândia e o relacionamento com seu marido Stewart não são o que ela esperava. Quando Stewart vende o piano para seu vizinho, George, Ada sofre muito. George diz que pode lhe devolver o piano se ela o ensinar a tocar. A princípio Ada ignora George, mas lentamente o relacionamento deles se transforma, levando-os a uma situação perigosa.

 

Eros+Massacre

Direção: Kiju Yoshida
País: Japão
Ano: 1969
Nome Original: Erosu purasu Gyakusatsu

Cinebiografia do anarquista Sakae Osugi (1885-1923), assassinado pela polícia, a partir de seus realacionamentos amorosos. Paralelamente, duas estudantes pesquisam sobre as teorias políticas e as ideias de amor livre que ele defendia.

Confira a análise em Vídeo!

 

Doutor Jivago

Direção: David Lean
País: Reino Unido
Nome Original: Doctor Zhivago

O filme conta sobre os anos que antecederam, durante e após a Revolução Russa pela ótica de Yuri Zhivago (Omar Sharif), um médico e poeta. Yuri fica órfão ainda criança e vai para Moscou, onde é criado. Já adulto se casa com a aristocrática Tonya (Geraldine Chaplin), mas tem um envolvimento com Lara (Julie Christie), uma enfermeira que se torna a grande paixão da sua vida. Lara antes da revolução tinha sido estuprada por Victor Komarovsky (Rod Steiger), um político sem escrúpulos que já tinha se envolvido com a mãe de Lara, e se casou com Pasha Strelnikoff (Tom Courtenay), que se torna um vingativo revolucionário. A história é narrada em flashback por Yevgraf de Zhivago (Alec Guiness), o meio-irmão de Yuri que procura a sua sobrinha, que seria filha de Jivago com Lara. Enquanto Strelnikoff representa o “mal”, Yevgraf representa o “bom” elemento da Revolução Bolchevique.

 

 

Os Sonhadores

Os Sonhadores

Direção: Bernardo Bertolucci
Ano: 2003
País: Itália; Reino Unido
Nome original: The Dreamers

Matthew (Michael Pitt) é um jovem que, em 1968, vai estudar em Paris. Lá ele conhece os irmãos gêmeos Isabelle (Eva Green) e Theo (Louis Garrel). Os três logo se tornam amigos, dividindo experiências e relacionamentos enquanto Paris vive a efervescência da revolução estudantil.

 

Teorema

Teorema

Direção: Pier Paolo Pasolini
Ano: 1968
País: Itália
Nome original: Teorema

Em Milão a vida de uma rica família burguesa é totalmente modificada por um misterioso visitante (Terence Stamp), que seduz a empregada, o filho, a mãe, a filha e finalmente o pai. Além disto, tem um contato intelectual com todos eles, convencendo-os da futilidade da existência, e após cumprir seu objetivo parte em poucos dias. Após sua ida ninguém da família consegue continuar vivendo da mesma forma.

 

Os Sapatinhos Vermelhos

SapatinhosVermelhos

Direção: Michael Powell
Ano: 1948
País: Reino Unido
Nome original: The Red Shoes

Jovem bailarina apaixona-se pelo maestro da peça ao mesmo tempo em que o diretor oferece oportunidade para uma carreira artística mundial. Conto de fadas adaptado da obra de Hans Christian Andersen, o filme influenciou vários gerações de cineastas.

 

Pauline na Praia

Pauline na Praia

Direção: Eric Rohmer
Ano: 1983
País: França
Nome original: Pauline à la Plage

Pauline (Amanda Langlet) tem 15 anos e vai passar as férias de outono com Marion (Arielle Dombasle), sua prima mais velha. Elas vão para a costa francesa do Atlântico, onde Marion reencontra um velho amigo, Pierre (Pascal Greggory). Apesar do interesse dele, Marion prefere ficar com o aventureiro Henri (Féodor Atkine), apesar de saber que o relacionamento deles não tem futuro. Paralelamente Pauline mantém um romance com o adolescente Sylvain (Simon de la Brosse). Até que Henri decide usar Sylvain para se livrar de um problema que teve com Marion, o que atrapalha seu namoro com Pauline.

 

Paixão Ardente 

 

Direção: Yoshishige Yoshida
Ano: 1968
País: Japão
Nome original: Affair in the Snow

Em um resort isolado nas montanhas cobertas de neve, uma mulher se envolve em um triangulo amoroso com seu volátil amor e seu ex-namorado com o qual nutre um amor platônico.

 

A Mãe e a Puta

A Mãe e a Puta

Direção: Jean Eustache
Ano: 1973
País: França
Nome original: La Maman et la Putain

Um parisiense aparenta manter um relacionamento aberto ideal com sua namorada, mas acaba se apaixonando por uma enfermeira, que se orgulha de sua vida casual. Um triângulo amoroso se estabelece na tentativa de formar um ménage-a-trois.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *