8 Filmes com Pachelbel’s “Canon in D” em sua Trilha Sonora

Por Philippe Torres

 

Nascido no antigo Sacro Império Romano-Germânico, Johann Pachelbel é um grande nome da Música Clássica Barroca. Influente, o compositor teve grande importância na obra de Johann Sebastian Bach, maior músico da época.

Pachelbel contém um grande acervo de música sacra e secular e sua importância no desenvolvimento do prelúdio Coral e da Fuga, dando-lhe um status entre os mais importantes não só no barroco como na história da música.

Sua composição mais famosa e disseminada é também a motivação desta lista. Confira 8 filmes em que Canon in D está presente. Antes ouça a música abaixo.

 

 

My Sassy Girl

 

mY sASSY GIRL

 

Direção: Jar Young Kwak
País: Coreia do Sul
Ano: 2001
Nome Original: Yeopgijeogin Geunyeo

Kyun-woo, o narrador, volta ao lugar onde, há dois anos, foi enterrada uma “cápsula do tempo”. Ele combinou se encontrar ali com “Ela”. No metropolitano, dois anos antes, ao fim do dia, o jovem estudante universitário se cruza com uma jovem num estado de embriaguez lamentável. As circunstâncias vão levar a que passem muito tempo juntos, apesar da personalidade dominadora e abusiva dela, tornando-se “uma espécie de” namorados. A início, Kyong-woo, quer apenas ajudá-la a curar a mágoa que julga ver nela, libertando-a das memórias de um passado doloroso, mas a relação entre os dois parece fortalecer-se gradualmente.

 

O Enigma de Kaspar Hauser

kaspar_hauser_1-1600x900

 

Direção: Werner Herzog
País: Alemanha
Ano: 1974
Nome Original: Jeder für Sich und Gott Gegen Alle

Garoto é criado num porão, longe de qualquer contato com outro ser humano, até completar 18 anos. Sem saber falar, andar ou sua própria identidade, ele é levado para a cidade, onde é objeto de curiosidade e desprezo da população local.

 

Além da Linha Vermelha

TheThinRedLine

 

Direção: Terrence Malick
País: EUA
Ano: 1998
Nome Original: The Thin Red Line

Durante a Segunda Guerra Mundial, fica claro que o resultado da batalha de Guadalcanal influenciará fortemente o avanço japonês no Pacífico. Assim, um grupo de jovens soldados é enviado para lá, trazendo alívio para as esgotadas unidades da marinha. Lá os recém-chegados conhecem um terror que nem imaginavam, mas no meio deste desespero surgem fortes laços de amor e amizade.

 

Sozinho Contra Todos

sct1

 

Direção: Gaspar Noé
País: França
Ano: 1998
Nome Original: Seul Contre Tous

A figura central da trama é o Açogueiro, saído do curta-metragem “Carne”, também do diretor Gaspar Noé. Essa criatura violenta, petrificada, fica vagando por labirintos obsessivos repletos de recalques, ódio contra estrangeiros e homossexuais, com a sempre onipresente figura da filha que ele deseja de maneira doentia.

 

Vozes no Tempo

498723938_1280x720

 

Direção: Franco Piavoli
País: Itália
Ano: 1996
Nome Original: Voci nel Tempo

Num ritmo quase documental, segue o paralelismo entre a sequência das estações e das idades da vida do homem, tendo como protagonistas os habitantes da cidadezinha de Castellaro. Primavera, verão, outono e inverno correspondem à infância, juventude, maturidade e velhice. Às brincadeiras infantis, seguem-se as agitações da adolescência, as ilusões, o primeiro amor, as decepções. Depois, namoros, casamentos, mais tarde, à medida que a maturidade avança, também um sentimento de nostalgia se avizinha. Nas praças da cidadezinha, surgem novas crianças, que continuam a brincar, como sempre, enquanto os mais velhos se recolhem em suas longas conversas, às vezes na solidão, depois que os filhos se foram. 0 ritmo da natureza, porém, está sempre ali por perto, lembrando que a vida sempre recomeça.

 

Bad Timing – Contratempo

wpid-bad-timing-player-1920x1080

 

Direção: Nicolas Roeg
País: Reino Unido
Ano: 1980
Nome Original: Bad Timing

Em meio à elegante decadência de Viena na Guerra Fria, o psicanalista Dr. Alex Linden (Art Garfunkel) se envolve em uma trama erótica tendo um caso ilusório com Milena Flaherty (Theresa Russell), uma paciente que tentou suicídio. Quando o caso termina, o inspetor Netusil (Harvey Keitel) passa a investigar o verdadeiro motivo da overdose de Milena, que parece estar bem ligado ao seu ex-amante. O filme foi aclamado pela montagem (feita de sobreposições e colagens) inovadora, boas perfomances e inspiradas canções – destacando Tom Waits, The Who e Billie Holiday.

 

Acima das Nuvens

Acima das Nuvens

 

Direção: Olivier Assayas
País: França
Ano: 2014
Nome Original: Clouds of Sils Maria

No auge de sua carreira internacional, Maria Enders (Juliette Binoche) é requisitada a atuar numa remontagem da peça que a tornou famosa vinte anos atrás. No entanto, naquela peça ela interpretou a jovem e sedutora Sigrid, que desarma e acaba fazendo com que sua chefe Helena cometa suicídio. Agora querem que ela faça outro papel, o da mulher mais velha, Helena. Ela parte com sua assistente (Kristen Stewart) para ensaiar em Sils Maria, uma região remota dos Alpes. Uma jovem estrela de Hollywood com uma queda por escândalos (Chloë Grace Moretz) fará o papel de Sigrid e Maria se vê do outro lado do espelho, face a face com uma mulher ambiguamente encantadora que é, na essência, um reflexo inquietante da própria Maria.

 

Três Tempos

Três tempos

 

Direção: Hou Hsiao-hsien
País: China; Hong Kong
Ano: 2005
Nome Original: Zui Hao De Shi Guang

Os mesmos atores, um homem e uma mulher, vivem os papéis centrais em três épocas (1911, 1966 e 2005). Em cada história, o amor e a comunicabilidade se adaptam à época em questão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *