10 Filmes sobre o pensamento de Heráclito

Por Philippe Leão

 

Twitter: @Cineplotoficial
Instagram: @Cineplotoficial
Facebook: www.facebook.com/cineplot

É importante, mesmo que já esteja implícito, que se diga: Os realizadores dos filmes não necessariamente leram o autor em questão, mas neles é possível perceber seus pensamentos.

A natureza do universo reside na mudança. A arkhe de Heráclito é um fluxo cotínuo. Por mais que vejamos a chama da vela como uma, sua mudança se da a cada instante que consome o pavil.

“Ninguém entra no mesmo rio duas vezes” ao entrar novamente, o rio já não é, modificado que foi pelo fluxo das águas, e o que entra também não o é, modificado pelo primeiro contato. É fácil, dessa forma, perceber que Heráclito é de suma importância para o pensamento de Spinoza e sua teoria dos afetos. A medida que nos encontramos com o mundo nos modificamos, estamos em constante mudança. As águas do rio de Heráclito é uma grande metáfora ao nosso universo.

O que provoca a mudança segundo Heráclito?

Segundo o filosofo se justifica a partir da tensão de elementos opostos. Os opostos, a medida que estão em conflito, são complementares. Não saberiamos o que é a felicidade se não houvesse a tristeza, a vida se não fosse a morte, o quente se não fosse o frio. Uma vida sem a complementação dos opostos não apresenta mudanças e, por isso, não existe. A ideia de uma felicidade que não finda, não se modifica, é falsa. Um oposto só ganha sentido com o outro. Da tensão dos opostos nasce a energia que move a realidade.

Heráclito, portanto, pode se considerar um monista dialético (considerado, também, um dinamista). Apesar de sua filosofia estar pautada na tensão dos opostos, o fim desta dualidade esta no equilíbrio destes em um. Exemplo clássico – mais antigo que o próprio filosofo – vem do Taoísmo e o famoso Yin Yang: O peixe branco de olhos pretos persegue o preto de olhos brancos, os opostos se entrelaçam em um, harmonizam-se. Assim, nesse ciclo, o frio em seu extremo torna-se calor, e o quente em seu extremo torna-se gelado.

Essa relação de complementaridade implica em um equilíbrio dinâmico, cíclico, que move o universo, entrega-lhe sentido.

Confira nosso canal no YouTube!

 

Filmes sobre o pensamento de Heráclito

 

Primavera, Verão, Outono, Inverno e Primavera

Primavera, Verão, Outono ...

Direção: Kim Ki Duk
País: Coreia do Sul
Ano: 2001
Nome Original: Bom Yeoreum Gaeul Gyeoul Geurigo Bom

Ninguém é indiferente ao poder das quatro estações e de seu ciclo anual de nascimento, crescimento e declínio. Nem mesmo os dois monges que compartilham a solidão, em um lago rodeado por montanhas. Assim como as estações, cada aspecto de suas vidas é introduzido com uma intensidade que conduz ambos a uma grande espiritualidade e a tragédia. Eles também estão impossibilitados de escapar da roda da vida, dos desejos, sofrimentos e paixões que cercam cada um de nós. Sobre os olhos atentos do velho monge vemos a experiência da perda da inocência do jovem monge, o despertar para o amor quando uma mulher entra em sua vida, o poder letal do ciúme e da obsessão, o preço do perdão, o esclarecimento das experiências. Assim como as estações vão continuar mudando até o final dos tempos, na indecisão entre o agora e o eterno, a solidão será sempre uma casa para o espírito.

 

A Longa Caminhada

A Longa Caminhada

Direção: Nicolas Roeg
País: Austrália
Ano: 1971
Nome Original: Walkabout

Duas crianças são abandonadas pelo pai louco que, pouco antes de se suicidar, tenta matá-las em meio a uma região desabitada do deserto australiano. À mercê do destino e com poucos recursos para sobrevivência, o garoto e a menina passam a ser auxiliados por um aborígene, que vive sozinho pelo deserto para cumprir um ritual de sua tribo.

 

O Abraço da Serpente

O Abraço da Serpente

Direção: Ciro Guerra
País: Colombia
Ano: 2015
Nome Original: El Abrazo de la Serpiente

abraco-da-serpente

Karamakate, outrora um poderoso xamã da Amazônia, é o último sobrevivente de seu povo, e agora vive em isolamento voluntário nas profundezas da selva. Os anos de solidão absoluta o tornam vazio, privado de emoções e memórias. Sua vida sofre uma reviravolta quando chega ao seu esconderijo remoto Evan, um etnobotânico americano em busca da Yakruna, uma poderosa planta capaz de ensinar a sonhar.
O xamã decide acompanhar o estrangeiro em sua busca, e juntos embarcam em uma viagem ao coração da selva, onde passado, presente e futuro se confundem, fazendo-o aos poucos recuperar suas memórias. Essas lembranças trazem uma dor profunda que não libertará Karamakate até que ele transmita o conhecimento ancestral que antes parecia destinado a perder-se para sempre.

 

A Igualdade é Branca

A Igualdade é Branca

Direção: Krzysztof Kieslowski
País: Polônia; França
Ano: 1994
Nome Original: Trois Couleurs: Blanc

Segundo episódio da série do diretor polonês Kieslowski, dedicada aos ideais da Revolução Francesa (liberdade, igualdade e fraternidade), e o único da trilogia tratado de forma humorística. Dessa vez, o filme apresenta um olhar irônico sobre como o vazio da vida pode ser profundamente afetado pelo amor. A esposa de Karol (Zbigniew Zamachowski) pede o divórcio e o trata com crueldade, pois ele está impotente. Sem dinheiro e sem ninguém, Karol, que é imigrante na França, retorna à Polônia. Aos poucos ele vai ganhando dinheiro e planeja uma doce vingança.

Continue na próxima página!

3 comentários em “10 Filmes sobre o pensamento de Heráclito

  • 3 de outubro de 2016 em 17:51
    Permalink

    Muito bom. Conhecimento de teorias.

    Resposta
  • 5 de dezembro de 2016 em 00:34
    Permalink

    philippe, muito obrigado pelas listas filosóficas. estou assistindo a filmes muito bons que não conhecia.

    dicas de listas: o apolíneo e o dionísico em nietzsche e o pensamento dos estoicos.

    grande abraço!!

    Resposta
    • 5 de dezembro de 2016 em 01:40
      Permalink

      Obrigado Henrique!! Fico muito feliz!

      Apolíneo e Dionísico já estamos preparando. Os Estoicos, a partir de agora, na nossa lista para preparar!! 🙂

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *