12 Filmes para Conhecer o Cinema de François Truffaut

Por Philippe Leão

Ao lado de Jean Luc Godard, François Truffaut é um dos expoentes da Nouvelle Vague francesa. Como o nome do movimento já diz, o cineasta francês trouxe uma nova linguagem narrativa e, principalmente, a ideia da “câmera-caneta”, onde a nova onda colocaria de vez (ou tentaria) o Diretor de um filme como o autor deste. Truffaut foi também o diretor estreante do movimento com o filme: Os Incompreendidos.

12 filmes de François Truffaut que você precisa conhecer

  • Os Incompreendidos

 

Os incompreendidos

Os Incompreendidos (Les quatre cents coups) é um filme francês de 1959, do gênero drama, dirigido por François Truffaut. O filme narra a história do jovem parisiense Antoine Doinel, um garoto de 14 anos que se rebela contra o autoritarismo na escola e o desprezo dos pais Gilberte e Julien Doinel. Rejeitado, Doinel passa a faltar as aulas para freqüentar cinemas ou brincar com os amigos, principalmente René. Com o passar do tempo, as censuras o direcionarão, vivenciará descobertas e cometerá delitos em busca de atenção.

  • Beijos Proibidos

 

Beijos Proibidos

Sob licença da produtora francesa MK2, a Versátil apresenta a versão restaurada de Beijos Proibidos, o terceiro filme protagonizado pelo personagem Antoine Doinel, o alter-ego do cineasta François Truffaut. Com o fim do serviço militar, Antoine Doinel procura um emprego e um amor em Paris. Depois de trabalhar como atendente noturno num hotel, passa a ser um detetive particular. Entre suas atrapalhadas investigações, vive um romance com a muito sensata Christine Darbon. Ao som da linda canção “Que reste-t-il de nos amours”, de Charles Trenet; Truffaut faz uma linda homenagem ao amor, com muita ternura e humor..

  • Domicílio Conjugal

 

Domicilio Conjugal

Antoine Doinel está casado com a sensata Christine Darbon. Enquanto ela dá aulas de violino, ele ainda em busca de um emprego fixo. A rotina do casal é alterada com a gravidez de Christine e um caso extraconjugal de Antoine.

  • Amor em Fuga

 

O amor em fuga

Aos trinta e cinco anos, o personagem mais famoso de diretor francês François Truffaut, Antoine Doinel (Jean-Pierre Léaud) continua o mesmo adolescente de sempre. Recém-divorciado de sua mulher, Christine, ele começa a lembrar as pessoas que marcaram sua vida. Inclusive, Colette, seu primeiro amor, que se tornou uma advogada muito conhecida, e Lucien, o ex-amante de sua mãe, que se transformou num senhor de idade respeitado por todos. Prisioneiro de seu passado, ele conhece Sabine, uma jovem vendedora de discos, por quem se apaixona ao ver sua foto. ”Amor em Fuga” registra a última aparição de Antoine nos filmes de Truffaut.

  • Jules & Jim 

 

jules e jim

Na virada para o século XX, Jules e Jim são dois amigos que se apaixonam pela mesma mulher, Catherine, que acaba casando com Jules. Depois da Primeira Guerra Mundial, quando eles se reencontram na Alemanha, Catherine começa a amar Jim.

  • Fahrenheit 451

 

451

Em um Estado totalitário em um futuro próximo, os “bombeiros” têm como função principal queimar qualquer tipo de material impresso, pois foi convencionado que literatura um propagador da infelicidade.

  • A Noiva Estava de Preto

 

A Noiva estava de preto

O filme segue os passos de uma viúva, cujo marido foi assassinado ao sair da igreja, logo após a celebração do seu casamento, na caça aos responsáveis pelo crime.

  • A Noite Americana

 

A Noite americana

Um dos filmes que melhor representa as loucuras que se passam em um set de filmagem. Um ator que fica deprimido porque sua noiva sai com um dublê, uma atriz que se entregou às bebidas e não consegue lembrar de suas falas e muitas outras confusões, que o diretor deve fazer de tudo para contornar, até gravarem uma das cenas mais importantes do filme: a que o dia deve ser transformado em noite artificialmente.

  • Na Idade da Inocência

 

Na idade da inocencia

O filme acompanha os eventos de diversas crianças durante o verão de 1976 na França e suas frustrações, problemas e às vezes a apressada passagem para a adolescência.

  • O Garoto Selvagem

 

Jean-Pierre Cargol (left) and François Truffaut (right) in François Truffaut's THE WILD CHILD (1968). Credit: Film Forum.  Playing 11/7-11/13

Cantão de São Sernin, França, 1798. Três caçadores acham uma criança selvagem, que possui 11 ou 12 anos. Ele é apelidado de Selvagem de Aveyron (Jean-Pierre Cargol), sendo que se alimenta de grãos e raízes, não anda como um bípede nem fala, lê ou escreve. O professor Jean Itard (François Truffaut) se interessa pelo menino, que é levado a Paris para determinar seu grau de inteligência e ver como se comporta a mentalidade de um menino que desde cedo foi privado da educação, por não conviver com ninguém da espécie. Itard começa a educá-lo. Todos pensam que ele vai fracassar, mas com amor e paciência aos poucos obtém resultados.

  • Duas Inglesas e o Amor

 

duas inglesas e o amor

1899: O francês Claude se torna amigo da inglesa Anne, que o convida a ir para o País de Gales, para conhecer sua irmã Muriel. É o início de um conturbado triângulo amoroso.
Baseado em livro de Henri Pierre Roché, o mesmo escritor de Jules e Jim; As Duas Inglesas e o Amor é um filme inesquecível sobre amores roubados, felicidade e vidas fracassadas.

  • O Homem que amava as mulheres

 

O Homem que amava as mulheres

Natal de 76. Há apenas algumas mulheres para acompanhar Bertrand Morane à sua última morada. Antes de sua morte, escreveu uma biografia, “Le Cavaleur”, onde narra uma vida inteiramente consagrada às mulheres: das suas frustrações de infância pela mãe ausente, à sua primeira experiência com uma prostituta, às suas incontáveis conquistas, até sua história com Geneviève Bigey. Foi ela quem conseguiu que seu romance fosse publicado quando trabalhava numa editora. Na noite de Natal, ela se despede dele para se reencontrarem no reveillon. Sozinho por um momento, Bertrand sente forte atração por uma mulher que avista na rua. Ao atravessar, é atropelado por um carro e morre no hospital admirando a beleza de uma enfermeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *