10 Filmes para Conhecer o Cinema Argentino pós-2000

Por Leonardo Carvalho

Twitter: @Cineplotoficial
Instagram: @Cineplotoficial
Facebook: www.facebook.com/cineplot

Desde o começo dos anos 2000, o cinema argentino vive um momento de euforia. Além de trazer excelentes filmes, a indústria cinematográfica local revela ótimos diretores, bons atores e marca na história recente do cinema um período de ouro. Dos filmes listados abaixo, há vencedor no Festival de Veneza (“O Clã”), indicado e vencedor do Oscar (“Relatos Selvagens” e “O Segredo dos Seus Olhos” respectivamente, premiado no Goya (“Um Conto Chinês” e “O Homem ao Lado”), entre outros reconhecimentos. A lista é tão boa, que traz uma discussão complexa sobre qual é o melhor ou qual é o mais importante, ou então, qual é o melhor com a presença de Ricardo Darín (o dono do cinema argentino). Enfim, qualidade é o que não falta abaixo, dizendo isso de um ponto de vista puramente técnico ou até mesmo relacionado a discussões e reflexões fortíssimas.

 

Um Conto Chinês

 

Chino

 

Direção: Sebastián Borensztein

Ano: 2011

Nome Original: Un Cuento Chino

A história de um rabugento dono de uma casa de ferragens que, inesperadamente, se depara com o cenário de ajudar um chinês que foi jogado de um carro e não fala uma palavra em espanhol.

 

Relatos Selvagens

 

Relatos Selvagens

Direção: Damián Szifron

Ano: 2014

Nome Original: Relatos Salvages

relatos-selvagens

Diante de uma realidade crua e imprevisível, os personagens deste filme caminham sobre a linha tênue que separa a civilização da barbárie. São seis episódios com pessoas vivendo situações-limite e respondendo violenta e inesperadamente a elas: uma traição amorosa, o retorno do passado, uma tragédia ou mesmo a violência de um pequeno detalhe cotidiano são capazes de empurrar estes personagens para um lugar fora de controle.

 

O Segredo dos Seus Olhos

 

O Segredo dos Seus Olhos

Direção: Juan Jose Campanella

Ano: 2009

Nome Original: El Secreto de Sus Ojos

Após trabalhar a vida toda num Tribunal Penal, Benjamín Espósito se aposenta. Seu tempo livre o permite realizar um sonho longamente postergado: escrever um romance baseado num acontecimento que vivera anos antes. Em 1974, foi encarregado de investigar um violento assassinato. A Argentina entrava num ciclo de extrema violência política e a investigação colocou em risco sua vida. Ao escavar velhos traumas, Benjamín confronta o intenso romance que teve com sua antiga chefe, assim como decisões e equívocos passados. Com o tempo, as memórias terminam por transformar novamente sua vida.

 

Nove Rainhas

 

Nove Rainhas

Direção: Fabián Bielinsky

Ano: 2000

Nome Original: Nueve Reinas

Marcos (Ricardo Darín) e Juan (Gastón Pauls) são dois picaretas que estão prestes a dar o golpe de suas vidas. Os dois se conhecem numa madrugada, após Juan tentar dar um golpe em um balconista, e resolvem se unir para participar de uma negociação milionária, envolvendo uma série de selos falsificados conhecidos como “Nove Rainhas”. Um milionário espanhol está interessado em comprar a série, mas como deixará a cidade ao amanhecer o negócio precisa ser realizado imediatamente. Com isso, o veterano Marcos ensina a Juan os segredos do ofício e a cada passo que dão encontram novos ladrões e farsantes, sendo que não poderão confiar em ninguém, nem mesmo um no outro.

 

Abutres

 

Abutres

Direção: Pablo Trapero

Ano: 2010

Nome Original: Carancho

Na Argentina morrem por ano mais de 8.000 pessoas em acidentes de trânsito, uma média de 22 por dia e mais de 120.000 ficam feridas. A última década deixou 100.000 mortos. Os milhões de Pesos que as vítimas e familiares empregam nos gastos médicos e legais produzem um enorme mercado, sustentado pelas indenizações das seguradoras e pela fragilidade da lei. Por trás de cada tragédia há uma possibilidade de negócio. Um advogado especialista em lucrar com o mercado de indenizações de vítimas de trânsito passa a repensar seu trabalho quando se apaixona por uma jovem médica que cuida dos feridos em acidentes.

 

Medianeras

 

Medianeras

Direção: Gustavo Taretto

Ano: 2011

Nome Original: Medianeras

Martin (Javier Drolas) e Mariana (Pilar López de Ayala) vivem na mesma rua, em edifícios opostos, mas eles nunca se conheceram. Eles andam pelos mesmos lugares mas nunca notaram um ao outro. Quais são as chances deles se conhecerem em uma cidade de três milhões de habitantes? O que os separa, irá uni-los.

 

XXY

 

XXY

Direção: Lucía Puenzo

Ano: 2007

Nome Original: XXY

Alex (Inés Efron) nasceu com ambas as características sexuais. Tentando fugir dos médicos que desejam corrigir a ambigüidade genital da criança, seus pais a levam para um vilarejo no Uruguai. Eles estão convencidos de que uma cirurgia deste tipo seria uma violência ao corpo de Alex e, com isso, vivem isolados numa casa nas dunas. Até que, um dia, a família recebe a visita de um casal de amigos, que leva consigo o filho adolescente. É quando Alex, que está com 15 anos, e o jovem, de 16, sentem-se atraídos um pelo outro.

 

A Mulher Sem Cabeça

 

La Mujer Sin Cabeza

Direção: Lucrecia Martel

Ano: 2007

Nome Original: La Mujer Sin Cabeza

Verónica é uma dentista de classe média-alta, com boa vida familiar e afetiva. Um dia, enquanto dirige, ela se descuida e o carro acaba passando por cima de algo. Seria uma pessoa? Um animal? Apenas um objeto? Sem coragem de voltar ao local e descobrir o que realmente aconteceu, Verónica vê sua vida se destruir dia a dia, oprimida pela culpa de talvez ter assassinado alguém.

 

O Clã

 

O Cla Arf

Direção: Pablo Trapero

Ano: 2015

Nome Original: El Clan

Baseado na história real que abalou a Argentina, o novo filme de Pablo Trapero conta a história dos Puccio, uma família de classe média que tinha por hábito sequestrar pessoas ricas, pedir o resgate e, ao receber o pagamento, matar as suas vítimas. O patriarca, Arquimedes, comanda as operações ao lado dos filhos Alejandro e Alex, enquanto sua esposa e as filhas fingem ignorar o que acontece à sua volta. Mas as coisas mudam de figura quando um filho distante volta da Austrália, criando novas tensões familiares

 

O Homem ao Lado

 

O Homem ao Lado

Direção: Gastón Duprat, Mariano Cohn

Ano: 2011

Nome Original: El Hombre de al Lado

Leonardo (Rafael Spreguelburd) é um designer industrial que vive com a esposa Anne, a filha Lola e a empregada Elba. Eles moram na única casa feita na América pelo famoso arquiteto Le Corbusier, localizada na cidade de La Plata. Eles levam uma vida tranquila até o início das obras em uma casa adjacente, onde o vizinho (Daniel Aráoz) resolveu fazer ilegalmente uma janela que dava para sua casa.

3 thoughts on “10 Filmes para Conhecer o Cinema Argentino pós-2000

  • 26 de julho de 2016 at 10:15
    Permalink

    Esqueceram de mencionar o filme 2 mais 2, que também é ótimo!

    Reply
    • 26 de julho de 2016 at 20:32
      Permalink

      Não esquecemos Cláudia, só não da pra colocar todos. Listas são sempre injustas e por isso jamais dizemos que os escolhidos são os melhores, são apenas boas indicações. 🙂

      Reply
      • 10 de dezembro de 2016 at 15:19
        Permalink

        aplicando a teoria da lista nas amizades, nossa véi, dá um tremendo pensamento reflexivo a respeito de alegria em si mesmo, valeu pela filosofia cara

        Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *