15 Filmes para Conhecer a Nouvelle Vague Tcheca

Por Philippe Torres

Um novo cinema vinha surgindo no mundo. A Nouvelle Vague Francesa abre portas para um novo método, forma e estética. A nova onda chega no leste europeu e, com características bastante distintas da francesa, propunha o mesmo que todo o movimento buscava: Uma nova narrativa. Ao contrário da francesa, a Tcheca carrega maior influência do surreal, do onírico, do estranhamento promovido pelo corte. Vera Chytilová e Milos Forman são os nomes mais conhecidos do movimento que teve seu início nos anos 60, antes da Primavera de Praga. Milos Forman, inclusive, vencedor do Oscar e conhecido por seus filmes em Hollywood (Um Estranho no Ninho e Amadeus).

 

  • As Pequenas Margaridas

 

As Pequenas Margaridas

Direção: Vera Chytilová
Ano: 1966
Nome Original: Sedmikrasky

 

Utilizando-se de avançados efeitos especiais para a época, Vera Chytilová dirigiu esta obra surrealista que conta a história de duas garotas chamadas Marie, que decidem se adequar ao mundo como ele está: sendo depravadas. Portanto, ambas partem para uma série de encontros forjados e travessuras, desconstruindo o mundo ao seu redor.

 

  • Valerie e sua Semana de Deslumbramentos

 

Valerie e Sua Semana de Deslumbramentos

Direção: Jaromil Jires
Ano: 1970
Nome Original: Valerie a Týden Divů

 

Valerie, uma jovem adolescente que vive com sua avó, começa a ter os primeiros contatos com sua consciência sexual quando um grupo circense chega a sua cidade. Eaglet é um jovem que a presenteia com um par de brincos mágicos. A linha entre sonhos e realidade é tênue nesta fantasia psicológica surrealista. Uma história que trata de amor, medo, sexo e religião.

 

  • O Baile dos Bombeiros

 

1967

Direção: Milos Forman
Ano: 1967
Nome Original: Horí, má panenko

Sátira política da então Tchecoslováquia nos tempos da Cortina de Ferro. Em uma pequena cidade, o Corpo de Bombeiros organiza uma grande festa para comemorar os 86 anos do ex-chefe do departamento. Um ladrão e as candidatas nada atraentes do “Miss Corpo de Bombeiros” mudam os rumos da celebração.

 

  • Pássaros, Órfãos e Tolos

 

Passaros, Orfãos e Tolos

Direção: Juraj Jakubisko
Ano: 1969
Nome Original: Vtackovia, Siroty A Blazni

Feito sob a sombra da invasão soviética na Tchecoslováquia em 1968, este clássico da ‘New Wave’ tcheca foi suprimido por mais de 20 anos, sendo liberado apenas em 1990. Este selvagem trabalho de vanguarda, retrata um mundo devastado pela guerra, incidindo sobre dois amigos que moram com um senhorio louco que deserdou a Igreja e acabam se envolvendo com uma linda jovem judia abandonada. Os três tentam criar um sentimento de família e de lar, cada um dedicado a reproduzir o tolo, como meio de se distanciarem do horrores que têm absorvido e da loucura do mundo que os rodeia.

 

  • Trens Estreitamente Vigiados

 

Trens Estreitamente Vigiados

Direção: Jirí Menzel
Ano: 1966
Nome Original: Ostre Sledované Vlaky

Na Tchecoslováquia da Segunda Guerra Mundial, durante a ocupação alemã, jovem tenta seguir os passos do pai e vai trabalhar na estação ferroviária, onde ele aprende um ofício, alguns segredos da vida e descobre o amor.

 

  • Fruto do Paraíso

 

O Fruto do Paraíso

Direção: Vera Chytilová
Ano: 1970
Nome Original: Ovoce Stromu Rajských Jíme

Uma alegoria do conto de Adão e Eva de uma forma jamais imaginada, com cores pulsantes, lisergia e cinema novo, fresco.

 

  • Quem quer Matar Jessie?

 

Kdo chce Jessii

Direção: Václav Vorlícek
Ano: 1966
Nome Original: Kdo chce Jessii

Cobaia de sua invenção, uma máquina de materializar sonhos, professor e cientista, vê materializar Jessie, a heroína dos quadrinhos de seus sonhos, e apaixonado decide protegê-la de seus também materializados vilões.

 

  • A Festa e os Convidados

 

A Festa e os Convidados

Direção: Jan Nemec
Ano: 1966
Nome Original: O Slavnosti A Hostech

Conhecido por ter sido “banido para sempre” no seu país de origem, “A festa E Os Convidados” é um dos grandes filmes da New Wave Tcheca. Um grupo de pessoas a caminho de uma festa é abordado por estranhos comandados por um valentão sadista que tem controle inabalável sobre seus seguidores. Depois de uma interrogação e cruéis jogos psicológicos, um outro estranho aparece e eles são guiados até o elegante e absurdo banquete ao ar livre, mas a fuga de um deles desencadeia medidas inusitadas. Nesse filme que se assemelha as obras do cineasta espanhol Luis Buñuel, Nemec satiriza o conformismo e documenta o processo de auto-engano e racionalização que leva a aceitação das restrições, mostrando o livre-arbítrio e a liberdade como difíceis de manter e facilmente descartados.

 

  • Os Amores de uma Loira

 

Os Amores de uma Loira

Direção: Milos Forman
Ano: 1965
Nome Original: Lásky Jedné Plavovlásky

Andula mora em um lugar onde a proporção é de um homem para dezesseis mulheres. As chances de encontrar um amor eram pequenas e a probabilidade estava contra ela. Um dia um jovem pianista apareceu na fábrica em que Andula trabalhava, fazendo suas chances mudarem

 

  • A Pequena Loja da Rua Principal

 

A Pequena Loja da Rua Principal

Direção: Elmar Klos; Ján Kadár
Ano: 1965
Nome Original: Obchod na korze

Um inepto camponês Tcheco divide-se entre a ganância e a culpa quando um chefe da base nazista de sua cidade o nomeia “Supervisor Ariano” de uma loja de botões de uma idosa viúva judia. Humor e tragédia fundem-se na sarcástica exploração da cordialidade de um homem comprometido com o horror do regime totalitário. Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.

 

  • Marketa Lazarova

 

Marketa Lazarova

Direção: Frantisek Vlácil
Ano: 1967
Nome Original: Marketa Lazarová

Marketa Lazarova é um épico medieval poderoso, situado no século Xlll. Baseado na obra do escritor Vladislav Vancura, o filme segue a rivalidade entre dois clãs guerreiros, os Kozliks e os Lazars, assim como o amor condenado dos filhos dos rivais, Mikolas Kozlik e Marketa Lazarova. Com reminiscências da obra de Tarkovski e Kurosawa, fundado sobre a rica tapeçaria da ficção tcheca, este filme ambicioso e cheio de camadas é a coroação de Vlácil e um dos marcos do cinema mundial.

 

  • O Martelo das Bruxas

 

O Martelo das Bruxas

Direção: Otakar Vávra
Ano: 1970
Nome Original: Kladivo na Čarodějnice

A história do filme é baseada no livro de Václav Kaplicky, Kladivo na Čarodějnice (O Martelo das Bruxas, 1963), um romance sobre julgamentos de bruxas no norte da Morávia durante a década de 1670. As imagens são de um preto e branco alegórico e cheias de símbolos. Tudo começa com uma ação trivial de uma pobre velha, que desemboca numa espiral de acusações, mergulhando a comunidade no caos total.

 

  • A Pomba Branca

 

SOURCE CREDIT - "British Film Institute" Reproduction of this image requires the appropriate copyright clearance. In making this image available, the bfi confers no licence to use or copy the image. All copyright clearance is the responsibility of the user. In consideration for making this image available, the user hereby agrees to indemnify the bfi against any claim or liability arising from the use of this image. The information service of the bfi National Library may be able to carry out copyright ownership research on your behalf. Fax +44 (0) 20 7436 0165 for details of services and costs. British Film Institute 21 Stephen Street London W1T 1LN Tel +44 (0) 20 7255 1444 http://www.bfi.org.uk/

Direção: Frantisek Vlácil
Ano: 1960
Nome Original: Holubice

Durante sua jornada de volta para casa, no Mar Báltico, um inocente pombo-correio perde-se e cai na cidade de Praga, onde é resgatado e cuidado por um frágil garoto. Logo os dois desenvolverão uma amizade que tocará todos ao seu redor.

 

  • Pictures of The Old World

 

Pictures of The Old World

Direção: Dusan Hanák
Ano: 1972
Nome Original: Obrazy Starého Sveta

Excelente e famoso documentário em que Dusan Hanák parte do anonimato de macróbios eslovacos e ensina a fazer um filme que nos faz rever certas relamações do nosso dia a dia.
“Diga-nos o que vale a pena na vida?” Creio que é a única frase dita pelos entevistadores durante todo o relato.

 

  • The Cremator

 

The Cremator

Direção: Juraj Herz
Ano: 1969
Nome Original: Spalovac Mrtvol

Em uma Tchekoslovakia prester a ser invadida pelas forças alemãs durante a guerra, cremador nacionalista se contamina pela ideologia nazista e passa gradualmente a demonstrar comportamento estranho e obsessivo para com seus compatriotas e sua família. A situação se complica quando ele
descobre que sua esposa pode ter sangue judeu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *