Qual a Diferença entre Roteiro e Narrativa?

Por Philippe Torres

Há muito estive pensando sobre o que escrever nesta primeira matéria do ano. Enfim comecei a perceber nas conversas sobre cinema uma enorme dificuldade referente ao que se entende sobre Roteiro e Narrativa. A confusão é simples, acabam conceituando-os ou os empregando de forma errônea como se os dois fossem a mesma coisa, a história a ser contada.

 No cinema, os filmes são estruturados a partir dos conflitos existentes, sejam eles pequenos – até mesmo quase imperceptíveis – ou grandes. O roteiro vai apresentar tais conflitos à medida que, em certo momento, sua estrutura vai desenvolver os pontos de virada. Então, em um enredo cinematográfico temos o desenvolvimento, onde nos é apresentado e estabelecido os personagens. Na transição do desenvolvimento – chamado de primeiro ato – para o segundo, um grande conflito que mudará o rumo da estória estará presente. Este é o primeiro ponto de virada. A partir daqui temos o desenvolvimento até uma segunda virada para o desfecho da estória. Esses elementos estão presentes no roteiro de um filme. Elaboração da estrutura do filme a partir de seus conflitos; elaboração do personagem de maneira descritiva; elementos – que podem ser objetos ou não – que ligarão um tempo a outro (ex: um personagem recebe de presente um isqueiro ainda no primeiro ato, esta ação passa quase despercebida, mas ao final aquele isqueiro ganha um grande significado). De certa forma, pode se dizer que o roteiro é a parte menos cinematográfica de um filme devido à ausência da imagem. Mas o roteiro não é feito pensando na imagem? Sim, mas é um processo descritivo das relações e conflitos. O processo imagético começa a acontecer quando falamos da tal Narrativa.
A narrativa é o momento em que as técnicas cinematográficas entram em cena. Isso acontece porque a narrativa nada mais é que o “como contar”, é o roteiro em sua versão em imagem. Imaginemos o momento em que contamos uma estória, seja ela qual for, estamos fazendo um transporte temporal. Dessa forma, toda narrativa é o transporte de um tempo para outro. As histórias que contamos são, sempre, acontecimentos do futuro, do passado ou indefinidos, sejam eles próximos ou não. Contudo, ao narrarmos uma estória, jamais a contamos por completo, dando interpretações a esta, cortamos a história, a montamos. No cinema o processo é o mesmo, a história existe e o diretor, através das técnicas – fotografia, montagem, sonoplastia, roteiro, trilha sonora e etc – narra a história dando sentido, significados e interpretações, ou seja, o modo de contar. Curta e grossamente, um mesmo roteiro pode ter narrativas distintas. A simples mudança da trilha tema de um personagem pode mudar completamente o sentido do filme.
A máxima é lançada: Todas as técnicas cinematográficas são servas da narrativa no auge do processo do fazer filme, esculpir o tempo.
 
A narrativa nada mais é do que esse processo de modelar, esculpir o tempo, à medida que conta os acontecimentos preenchidos de interpretações, transportado e montado de outro tempo.
Vejamos um exemplo prático da diferença entra Roteiro e Narrativa:
Roteiro:
 
[Externa]
O herói X chega em uma cidade inabitada onde ouve-se apenas o som do vento, sua desconfiança para com esta é clara, sente estar sendo perseguido.
Narrativa:
 
Para contar esta cena o diretor vai trazer apenas a sonorização do vento, com ausência de trilha, para demonstrar o vazio da cidade. Uma Fotografia com o posicionamento de câmera na altura dos pés do personagem – para demonstrar a chegada deste – em uma lente grande angular para pegar a cidade por completo. Logo após, uma montagem que fará uma justaposição de planos entre o close nos olhos e rosto do personagem com a cidade demonstrará sua desconfiança com a mesma, além da procura por seus perseguidores.
Duvida sanada? Quer sugerir o próximo tema?
Entra no nosso grupo do Facebook!

 

https://www.facebook.com/groups/1639486386316136/

2 comentários em “Qual a Diferença entre Roteiro e Narrativa?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *