12 Filmes Inspirados na Obra de Willian Shakespeare

Por Philippe Leão

 A nova lista do Cineplot contemplará grandes obras referentes a linguagem e narrativas cinematográficas que conseguiram contemplar as ideias da linguagem literária de William Shakespeare. A ideia, dessa forma, não é trazer adaptações das obras do autor, sendo estes apenas uma transposição mecânica de linguagens. Trata-se de filmes que se prendem a um requisito autoral e artístico individual que lhes qualificam como obras de CINEMA e que, sendo assim, inspiraram-se nas narrativas de um dos maiores autores de todos os tempos.

 

Ran

 
Direção: Akira Kurosawa
País: Japão
Japão, século XVI. Hidetora (Tatsuya Nakadai), o poderoso chefe do clã dos Ichimonjis, decide dividir em vida seus bens entre seus três filhos: Taro Takatora (Akira Terao), Jiro Masatora (Jinpachi Nezu) e Saburu Naotora (Daisuke Ryu). Com o primeiro fica a chefia do feudo, as terras e a cavalaria. Os outros dois ficam com alguns castelos, terras e o dever de ajudar e obedecer Taro. No entanto, Hidetora exige viver no castelo de alguns deles, manter seus trinta homens, seu título e a condição de grão-senhor, mas Saburu, o predileto, prevendo as desgraças que viriam com tal decisão, se mostra contrário à decisão paterna. Assim é expulso do feudo e acaba sendo acolhido por Nobuhiro Fujimaki (Hitoshi Ueki), que se mostra impressionado com sua decisão de contrariar o pai e casa-o com sua filha. Hidetora vai ao seu castelo, que agora é de Taro, e não é bem recebido, pois seu primogênito é encorajado por Kaede (Mieko Harada), sua mulher, para ter liberdade para tomar decisões e chefiar o feudo. Kaede quer vingar a morte dos pais, que foram mortos por Hidetora em um incêndio, e guarda muito rancor e igual rejeição. Hidetora sente isso quando vai ao castelo de Jiro e assim se vê isolado em seu ex-império e bem próximo da insanidade.
César deve Morrer
 
Direção: Irmãos Taviani
País: Itália
O filme, que mistura teatro, documentário e drama, encena uma versão livre da peça “Julius Caesar”, de Shakespeare, onde os atores são detentos da ala de segurança máxima da prisão de Rebibbia, na Itália.
Filme vencedor do Urso de Ouro da Berlinale 2012.
Trono Manchado de Sangue
 
Direção: Akira Kurosawa
País: Japão
No Japão do século XVI, os samurais Washizu e Miki encontram uma feiticeira na volta para casa depois de vencerem uma batalha. Ela prevê que Washizu será o Senhor do Castelo do Norte. Esse é o início de uma sangrenta luta pelo poder. Adaptação da peça “Macbeth”, de Shakespeare.
Otelo
Direção: Orson Welles
País: EUA

Desdemona, filha de um aristocrata veneziano, é comprometida com Iago e foge com um heróico militar mouro Othello.Ressentido, Iago planeja separar o casal.

Homem Mau Dorme Bem
 
Direção: Akira Kurosawa
País: Japão
Uma história que remete ao “Hamlet” de Shakespeare.
No Japão do pós-guerra, um jovem tenta se utilizar de sua posição no coração de uma empresa corrupta para expor os homens responsáveis pela morte de seu pai. No dia de seu casamento, vários rumores e comentários circulam entre os presentes, que cinco anos antes, o pai de Nishi morreu após cair de uma janela do andar do edifício da empresa. Muitos duvidam de um suicídio. Nishi tentará investigar sobre um possível assassinato de seu pai.
A Herança
 
Direção: Ozualdo Candeias
País: Brasil
Adaptação de Hamlet, de Shakespeare, para o Centro-Sul brasileiro do início do século XX. Omeleto, um rapaz filho de senhores do sertão, vai para a capital com o objetivo de estudar e fazer-se doutor. O pai morre e ele volta antes do esperado, encontrando a mãe casada com o irmão do pai. O falecido volta do além e conta para o filho que foi assassinado, o rapaz promete vingança a fim de que a alma do pai possa descansar em paz.
Rei Lear
Direção: Grigori Kozintsev
País: Rússia

Aclamada como uma das melhores adaptações desta tragédia Shakespeareana, Rei Lear da Inglaterra, de Grigori Kozintsev, é uma impressionante interpretação épica baseada em uma tradução do romancista Boris Pasternak e impulsionado por uma agitação pontuada pelo compositor Dmitri Shostakovich. Fino e frágil, Yuri Yarvet interpreta o papel título, no qual incide sobre o rei do sofrimento e da dor. Foi aclamado internacionalmente. Kozintsev, um dos pares de Eisenstein, dupla que funcionou bem na década de 1960, foi um mestre da técnica cinematográfica que finalmente alcançou o reconhecimento no final de sua carreira pela sua deslumbrante adaptação de Shakespeare.

 

Planeta Proibido
 
Direção: Fred M. Wilcox
País: EUA
Baseado no drama “A Tempestade”, de William Shakespeare, conta a história de um cruzador interplanetário C-57D que aterriza no planeta Altair IV, com o objetivo de resgatar um grupo de cientistas colonizadores que lá haviam aterrissado vinte anos antes com a nave espacial Belerofonte. Os viajantes encontram um filólogo e sua filha, únicos humanos imunes a uma misteriosa força existente no planeta…
Relatos Selvagens
Direção: Damián Szifron
País: Argentina
Diante de uma realidade crua e imprevisível, os personagens deste filme caminham sobre a linha tênue que separa a civilização da barbárie. São seis episódios com pessoas vivendo situações-limite e respondendo violenta e inesperadamente a elas: uma traição amorosa, o retorno do passado, uma tragédia ou mesmo a violência de um pequeno detalhe cotidiano são capazes de empurrar estes personagens para um lugar fora de controle.
Macbeth
Direção: Orson Welles
País: EUA
Baseado na obra de Willian Shakspeare,conta a história de um homem ambicioso que conspira para se tornar rei na Escócia medieval.

Amor, Sublime Amor

Direção: Robert Wise; Jerome Robbins
País: EUA
Ano: 1961
Nome Original: West Side Story

No lado oeste de Nova York, à sombra dos arranha-céus, ficam os guetos de imigrantes e classes menos favorecidas. Duas gangues, os Sharks, de porto-riquenhos, e os Jets, de brancos de origem anglo-saxônica, disputam a área, seguindo um código próprio de guerra e honra. Tony (Richard Beymer), antigo líder dos Jets, se apaixona por Maria (Natalie Wood), irmã do líder dos Sharks, e tem seu amor correspondido. A paixão dos dois fere princípios em ambos os lados, acirrando ainda mais a disputa.

Falstaff – O Toque da Meia-noite
Diretor: Orson Welles
País: EUA

O filme reúne fragmentos e personagens de diversas peças de Shakespeare, entre eles, o “anti-herói” Sir John Falstaff, fio condutor da história.

CONHECE NOSSO CANAL NO YOUTUBE? SE INSCREVE LÁ!!

2 comentários em “12 Filmes Inspirados na Obra de Willian Shakespeare

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *