10 Filmes Surrealistas que Você Precisa Assistir

Por: Philippe Leão
Twitter: @Cineplotoficial
Instagram: @Cineplotoficial
Facebook: www.facebook.com/cineplot

Sabe aqueles filmes que você fica sem entender muito o que está acontecendo? Esses são os filmes surrealistas. É fácil perceber quando se está assistindo a um filme de tal movimento cinematográfico, não é necessário muitas explicações. Contudo, dentre todas as simbologias, misticismos e outros que se destacam no surrealismo, a característica que o diferencia como uma arte cinematográfica é sua montagem de planos subsequentes que supostamente seriam desconexos que, porém, oferecem sentido. Segue uma lista para que vocês possam melhor compreender o movimento.

 


– A Bela da Tarde
 
 
 
Direção: Luis Buñuel
País: França
Ano: 1967
Sinopse:
A história de Séverine (Catherine Deneuve), jovem rica e infeliz que procura um discreto bordel para realizar suas fantasias sexuais e conseguir o prazer que seu marido não consegue lhe dar.
 




– O Discreto Charme da Burguesia
 
 
 
Direção: Luis Buñuel
País: França
Ano: 1972
Sinopse:
Mistura de situações reais da história com os sonhos e devaneios dos personagens. O filme se passa numa tarde onde alguns amigos se encontram para jantar. Crítica às situações e a hipocrisia da vida social burguesa.
 




– A Montanha Sagrada
 
 
 
Direção: Alejandro Jodorowsky
País: Chile
Ano: 1973
 
Sinopse:
Jodorowsky interpreta o papel do “alquimista”, que reúne um grupo de pessoas que representam os planetas do Sistema Solar. Sua intenção é submeter o grupo a uma série de ritos de natureza mística para que se desprendam da bagagem “mundana”, antes de embarcar numa viagem em direção à misteriosa Ilha de Loto. Uma vez na ínsula, iniciam a ascensão à Montanha Sagrada, para substituir os Deuses imortais que em segredo dominam o mundo.
 
 
– Um Cão Andaluz
 
 
 
Direção: Luis Buñuel
País: França
Ano: 1929
Sinopse:
Sonho? Realidade? Subconsciente? Mergulhe no maior dos clássicos surrealistas da história do cinema.
Comentário:
Um corte na maneira de olhar. Um marco do cinema moderno. Um divisor de águas.
 




– A Cor da Romã
 
 
 
Direção: Sergei Parajanov
País: União Soviética
Ano: 1968
 
Sinopse:
Biografia estilizada do poeta e trovador Sayat Nova do século 18. Descreve a vida do poeta em oito seções, da infância à morte, rica em seus simbolismos sacros e seculares. Não se trata exatamente de um surrealismo e talvez seja o mais difícil de assistir nessa lista.
 




– Sangue de um Poeta
 
 
 
Direção: Jean Cocteau
País: França
Ano: 1932
Sinopse:
Um artista sem nome é transportado através de um espelho para outra dimensão, onde ele viaja através de diversos cenários bizarros. História contada em quatro episódios.
Comentário:
Uma crítica ao que havia se transformado o cinema modernista. Ao derrubar-se uma estátua, corre-se o risco de se tornar outra.
 




– As Pequenas Margaridas
 
 
 
Direção: Vera Chytilová
País: Tchecoslováquia
Ano: 1966
 
Sinopse:
Utilizando-se de avançados efeitos especiais para a época, Vera Chytilová dirigiu esta obra surrealista que conta a história de duas garotas chamadas Marie, que decidem se adequar ao mundo como ele está: sendo depravadas. Portanto, ambas partem para uma série de encontros forjados e travessuras, desconstruindo o mundo ao seu redor.
 






– Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças
 
 
 
Direção: Michael Gondry
País: EUA
Ano: 2004
 
Sinopse:
Ao descobrir que sua ex-namorada se submeteu a um tratamento experimental para apagá-lo de suas lembranças, Joel decide passar pelo mesmo processo. Porém, durante a experiência, ele percebe que não quer esquecê-la.
 






– Valerie e sua Semana de Deslumbramentos
 
 
 
Direção: Jaromil Jires
País: Tchecoslováquia
Ano: 1970
Sinopse:
Valerie, uma jovem adolescente que vive com sua avó, começa a ter os primeiros contatos com sua consciência sexual quando um grupo circense chega a sua cidade. Eaglet é um jovem que a presenteia com um par de brincos mágicos. A linha entre sonhos e realidade é tênue nesta fantasia psicológica surrealista. Uma história que trata de amor, medo, sexo e religião.
 






– Sonhando Acordado
 
 
 
Direção: Michael Gondry
País: EUA
Ano: 2006
Sinopse:

Stephane Miroux (Gael García Bernal) vê seus sonhos invadirem constantemente a vida real. Quando dorme, se transforma no carismático apresentador do programa ?Stephane TV?, explicando sua ?ciência dos sonhos? na frente das câmeras de papelão. Na vida real, tem um trabalho chato numa editora de calendários em Paris. Ele flerta com a vizinha Stephanie (Charlotte Gainsbourg), mas a moça não está disposta a encarar alguém como ele. Guy (Alain Chabat), colega de trabalho de Stephane, até tenta ajudá-lo na conquista, mas nada funciona. Incapaz de chegar ao coração de Stephanie na vida real, Stephane procurará as respostas em seus sonhos.

6 comentários em “10 Filmes Surrealistas que Você Precisa Assistir

    • 4 de agosto de 2015 em 04:37
      Permalink

      Alex, nós do Cineplot temos uma ética de não dizer que estes são os melhores filmes da temática pois acreditamos que isso seria injusto com os milhares que ficaram de fora. Listas são sempre injustas. Então, leve apenas como boas indicações. Grande abraço ! 🙂

      Resposta
  • 12 de julho de 2016 em 23:03
    Permalink

    1-Brazil; 2-Vida Cigana; 3-Underground; 4-Paixões e Mistérios…

    Resposta
  • 14 de julho de 2016 em 10:56
    Permalink

    Apresentei um artigo em uma disciplina de psicologia, sobre o uso do cinema na história. Um Cão Andaluz foi minha base de analise, no entanto, tem vários filmes surrealistas sendo utilizados por historiadores.

    Resposta
  • 21 de julho de 2016 em 21:34
    Permalink

    O anjo exterminador, do Buñuel se encaixa melhor na classificação de “surrealista” do que a Bela da tarde, do mesmo diretor. Acho que seria mais justo ele constar dessa lista. No mais, gostei da relação de vocês.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *